Série Vampiros em Nova York (2005-2006)

“Ambos um thriller médico e de ficção científica, esta história de ritmo rápido e de cativantes vampiros modernos é enriquecida com biologia e história… Incrível do início ao fim, mas leitores sensíveis cuidado.”
Kirkus Reviews, resenha estrelada

Alguns dias você acorda e apenas tem que escrever um romance de vampiros.

Eu sei, eu sei, existem muitos romances de vampiros nos últimos tempos por aí. Se você pesquisas por “vampiro” na Amazon, encontra 2.616 livros para escolher. Existem vampiros que amam óperavampiros com tesãovampiros do sulvampiros emocionaisvampiros sadomasoquistas, e (é claro) vampiros canadenses que resolvem crimes.

Talvez existam romances de vampiros demais, eu pensei. Mas essa parte do desafio, para ver se eu podia fazer algo que parecia novo e interessante, enquanto ainda fosse cheio de bondade da mordida. (Uma confissão pouco surpreendente: sou fã da Buffy.) Então o livro tinha que ser original, mas também nojento, assustador, engraçado, trágico e não ruim.

Além de conseguir um novo ponto de vista sobre a luz solar como deficiência visual, minha outra grande preocupação era que meus vampiros realmente deviam fazer algum sentido quanto à ciência. Então eu comecei a fazer algumas pesquisas sobre vampiros, lendo um monte de livros sobre ratosparasitas, mordidas e picadas, e biologia.

Após consumir tudo que havia para saber sobre esses assuntos, eu criei quatro importantes itens que qualquer romance de vampiro (meu) tinha que incluir:

seleção natural,
atração sexual,
infestação parasita,
e a Elvis memorabilia.

Okay, eu não posso te contar muito mais sem entregar a coisa toda. Mas estou muito feliz com os resultados. E a novo capa, desenhada por Rodrigo Corral é certamente legal.

Os Primeiros Dias tem um “romance acompanhante” chamado Os Últimos Dias, o qual segue um grupo diferente de personagens na mesma linha temporal. Cal e Lacey, os dois protagonistas de Primeiros Dias aparecerem brevemente em OUD, mas a história principal é sobre uma banda tentando encontrar um som próprio deles enquanto o mundo sucumbe ao redor deles.

“Suspense, toques de humor, e personagens iminentemente apelativos.”
Kirkus Reviews (estrelada)

“[Uma] intrigante e bem ritimada continuação de Os Primeiros Dias… uma verdadeiro vencedor.”
School Library Journal (estrelada)

“[Uma] continuação elétrica… Ambos novos leitores e os fãs de Os Primeiros Dias irão devorá-lo.”
––Booklist

Nominado ao Melhor Livro para Jovens Adultos do ALA 2007

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s